A fotografia é como um olhar.


Foi o que disse Alfred Eisenstaedt. Há muitas coisas que acontecem diante dos nossos olhos todos os dias: momentos do dia-a-dia, momentos de diversão.

Todos estes momentos podem ser vistos de uma forma única e especial através dos teus próprios olhos, através de um clique, através de uma fotografia.

Mas também podemos treinar o nosso olhar.

Podemos melhorar a forma como olhamos em nosso redor.

Tornando-nos mais conscientes dos pequenos pormenores, dos momentos de luz e das nuances, das pequenas histórias que acontecem aqui e ali e que podem ser explicadas sem mil palavras.

Ao enquadrar e captar uma imagem, estamos a escolher aquele momento específico, aquele fragmento de realidade que queremos que os outros vejam.

Esse é o nosso próprio olhar.

Treinemos, pratiquemos e brinquemos com isso sempre que tivermos oportunidade.

Mas temos uma excelente notícia: o telefone não é o único dispositivo com o qual podemos tirar fotografias. Uma máquina fotográfica é a única coisa de que precisas para te poderes focar em tirar boas fotografias.

Hoje em dia, a maioria das máquinas fotográficas são digitais, tal como os telefones, mas se quiseres que a tua experiência seja mais autêntica e pura, aconselhamos-te a experimentar utilizar uma máquina fotográfica de rolo, daquelas que existem desde sempre, com um rolo lá dentro que depois se tem de tirar para mandar revelar quando tiver terminado.

Think
twice
before
shooting.

Talvez possa parecer absurdo ou incrível, mas a verdade é que com apenas 24 ou 36 fotografias por rolo, com uma máquina fotográfica irás focar-te com mais atenção naquele instante concreto, que irá permanecer para sempre.

Podes começar com uma máquina mais pequena e acessível, tal como a Show Camera, aquela que o Gabriel, a Ana, o Dilan e a Yuri utilizaram para fazer as suas fotografias nesta sessão